COWORKING, ESCRITÓRIOS MISTOS FULL SERVICES , ESCRITÓRIOS PRIVATIVOS FULL SERVICES, ESCRITÓRIOS PRIVATIVOS ?

//COWORKING, ESCRITÓRIOS MISTOS FULL SERVICES , ESCRITÓRIOS PRIVATIVOS FULL SERVICES, ESCRITÓRIOS PRIVATIVOS ?

COWORKING, ESCRITÓRIOS MISTOS FULL SERVICES , ESCRITÓRIOS PRIVATIVOS FULL SERVICES, ESCRITÓRIOS PRIVATIVOS ?

Quase todas as semanas recebemos solicitação de clientes para propostas em vários formatos:

  • Coworkings
  • Escritórios Mistos Full Services
  • Escritórios Privativos Full Services
  • Escritórios Privativos

O mercado quer entender o que será mais vantajoso, desta forma vamos explicar as diferenças da forma que entendemos, e principalmente que oferecemos, como consultores.

O modelo de Coworking já é bem assimilado em São Paulo, neste modelo loca-se uma estação com todos os serviços agregados, como Internet, segurança, limpeza, recepção, copa, etc.

Este modelo é obviamente bem vantajoso para o profissional independente, ou mesmo para pequenas equipes, ou para desenvolvimento de projetos específicos. Várias empresas de porte tem parte de sua equipe em Coworkings como uma forma de “promover mudanças e troca de informações” (skunk works).

A análise do Coworking pode ser financeira, até certo número de funcionários, ou estratégica como no caso de um skunk works, portanto discordamos em parte com a imagem de uma consultoria inglesa que aparece na capa desta artigo como sendo o Coworking efetivo de 1 a 50 funcionários, pois esta análise é puramente financeira.

No caso do Escritório Mistos Full Services , o cliente tem uma área privativa dentro de um espaço compartilhado, ou seja recepção, copa, internet, limpeza, etc é compartilhado, mas a área de trabalho é privativa. Este modelo tem uma análise financeira e estratégica , não oferece um ambiente compartilhado de troca de informações, uma vez que os times trabalham em ambiente separados, normalmente com controle de acesso. A análise deverá focar em uma troca de capex por opex, além de uma redução nos serviços contratos, como TI, limpeza, etc. Este modelo é muito utilizado por empresas que estão se estabelecendo em outras regiões, abrindo filiais, porque reduz muito o tempo de abertura da filial, além de diminuir a necessidade de times de apoio a operação, como facilities.

Escritórios Privativos Full Services, neste caso o escritório é totalmente privativo, sem nenhuma área compartilhada com outras empresas, mas com todos os serviços incluídos, desde troca de uma lâmpada queimada, passando por limpeza, rede de dados, energia, toda a área de facilities terceirizada. O investimento inicial é zero, uma vez que o provedor fornece todo o escritório mobiliado, e personalizado. O principal atrativo é a troca do Capex por Opex.

Escritórios Privativos – Este é o modelo tradicional, onde o locatário assume desde a reforma do espaço para acomodar a operação, até a manutenção, limpeza, segurança, recepção, etc.

Se a empresa está procurando conforto em espaços amplos, o modelo tradicional de escritórios privativos é o mais recomendado, uma vez que normalmente trabalha-se com uma densidade menor, cerca de 7m2 / pessoa, que permite boas salas de reuniões, copas e uma recepção ampla.

Todos os outros modelo trabalham com uma densidade maior, que permite viabilizar financeiramente os modelos.

Concluído, qual é o melhor modelo ? a resposta é depende !

Dagoberto

www.360inova.com

By |2020-01-28T23:29:37+00:00janeiro 28th, 2020|Notícia|0 Comments

About the Author: